MPMS -A aventura de morar sozinho

/
VI
A aventura de morar sozinho

Relato: Tenho uma amiga que resolveu ir morar sozinha, depois de tantas brigas com o padrasto, pois ela não podia chegar tarde, dormir fora, essas coisas que todo jovem adora fazer, e acha que os pais estão errados quando proíbem. E ai decide morar sozinho só por causa disso.
Bom, mais voltando a minha amiga, ela conseguiu um sobrado muito fofo, eu adorava ir pra lá. Acabou virando um point pro pessoal se reunir, fazer churrasco, rir muito e depois voltar pras suas casas, trabalhos. Mas depois de alguns meses, ficou muito caro pra ela sozinha. Como bancar a casa, as saídas, as contas. Mulher adora comprar roupas, e ela tem uma meta de comprar duas peças novas por mês. Conclusão, ela não agüentou o rojão e voltou pra casa da mãe e teve que baixar a cabeça pra regra do padrasto.
Não se aventure, sem ter a certeza que vai conseguir se manter, abra mão de algumas saídas e futilidades para ter um dinheiro em caixa para os momentos mais difíceis. Pode acreditar, ele surge do nada.
Relato: Lembro que estava morando sozinha já tinha uns quatro anos, tinha trocado algumas coisas na minha casa, comprado coisas novas, tava mega feliz, e do nada comecei a ter problemas no trabalho até que me demitiram. Deu um desespero, e agora como vou pagar as contas e me sustentar? Primeira coisa que fiz quando recebi o que tinha pra receber, foi adiantar algumas contas, finalizar outras e corta qualquer gasto extra até conseguir outro emprego. Fiquei sem plano de saúde, então não podia nem pensar em ficar doente, seria gasto com médico e remédio.
Mas em seis meses consegui um novo emprego, com o salário sendo a metade do que eu ganhava no meu antigo emprego. Antes a metade do que nada né. Tive que me adaptar a nova realidade, mudei alguns hábitos, tentei uma segunda renda, mais não tive sucesso. Então tive que me enquadrar ao meu novo perfil financeiro. Passei a almoçar no trabalho. Almoçar em restaurantes apenas 2 x no mês. O máximo que eu conseguia era fazer alguns lanchinhos durante a semana e olhe lá. Comprava roupas de seis em seis meses e na maioria das vezes parcelava em várias vezes, quando terminava de pagar era que conseguia comprar novamente.  Foi uma fase que durou quase dois anos, depois começou a melhorar.

E nem adianta pensar que vai ir morar sozinho pra aproveitar e fazer o que não pode morando com seus pais. Quando você tem a sua casa, você descobre que é mais parecido com seus pais do que imagina.  

“Apesar de termos feito tudo, tudo, tudo o que fizemos
Nós ainda somos os mesmos e vivemos
ainda somos os mesmos e vivemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
como nossos pais”
Trecho da música: Como nossos pais


Depois de uns meses você começa a se vê super responsável, atento, verifica as portas, apaga as luzes, fecha bem as torneiras, não deixa o chuveiro ficar pingando, reduz o tempo no banho. E certos aparelhos que vai comprar você pergunta logo se consome muita energia elétrica..rss

Bem vindo à vida de adulto responsável. Qualquer descuido da sua parte vai pesar no seu bolso.  Se quer fazer aquela viajem de carnaval com os amigos, começa a ir economizando meses antes.
Mas olhando pelo outro lado você já pode chegar a hora que quiser, pode curtir todas as festas que tem durante a semana (e seu pai não deixava você ir)! 

No começo você vai ir todo- todo, depois vai ficar cansado demais pra essa vida de trabalhar, morar sozinho e curtir festinhas durante a semana. Você vai ficar mais seletivo, vai curtir as festas, mais nem todas! São mudanças que vão acontecendo sem agente perceber. Quando percebemos já foi!

Relato: Lembro que uma vez cheguei em casa com uma amiga as duas da manhã, sem precisar pisar na ponta do pé, pra não acorda ninguém. Estava radiante, pois pra mim era bem tarde e nunca tinha feito isso. Hoje posso contar nos dedos quantas vezes cheguei esse horário nesses sete anos. Algumas coisas perdem a graça e se torna perigosa!

Mas cá entre nós, dependendo da idade que você começa a morar sozinho é uma moral incrível. Não é todo mundo que tem essa coragem. Tem que ter disposição!  Conheço homens e mulheres de quarenta e poucos anos que não casaram e que ainda não saiu da casa dos pais, não teve coragem, foi ficando, ficando e agora é tarde!
Mas nessa aventura tem muita coisa legal sabe!  Você quando não esta trabalhando acorda a hora que bem entende. Sabe aqueles dias que estamos estressadíssimos por tudo e queremos ficar a sós. Temos esse beneficio. Quando chegar em casa, não vai ter ninguém pra encher sua cabeça. Se você colocou um livro em cima da cama ele vai estar lá. A última fatia de pizza vai estar na geladeira. O seu tênis só você vai usar, aquela camisa favorita vai esta lá linda e cheirosa só pra você! As vantagens de morar sozinho são inúmeras. Cada dia você faz novas descobertas. E muita coisa você vai decidir no dia a dia.
Um conselho pras meninas, não saiam falando que vão morar ou moram sozinhas pra qualquer pessoa. Existem pessoas boas, mais ainda existe muita gente má. Todo cuidado é pouco.
Relato: Lembro que quando alguns caras ficavam sabendo que eu morava sozinha, a primeira coisa que eles queriam eram marca algo, se aproximavam que era uma coisa. A minha sorte que sempre consegui discernir quem não eram coisas boas. E tive grandes amigos que me aconselharam e estavam por perto! Alem da minha família! Que sempre esteve perto!

É incrível como todo mundo quer ir pra sua casa, no começo é legal, só que as contas vão aumentar e você que vai pagar.  Alguns amigos abusados adoram uma boca livre, querem sua casa emprestada para fins de semana com namorada. E você vai pra onde?
Oferecem a sua casa para reuniões, lanchinhos, bate papo, dormitório, e sempre sugerem para fazer algo “NA SUA CASA”  Imponha limites, amigos amigos, sua casa a parte

Eita que o papo tá bom gente! Então tás nos vemos amanhã as 8h em pontinho!


0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
POR LORY DESIGN